NOTICIAS

Companhia aérea alemã Lufthansa reduz ainda mais seus vôos

Berlim, 19 de março (Prensa Latina) A companhia aérea alemã Lufthansa anunciou hoje que apenas cinco por cento dos vôos inicialmente planejavam operar até 19 de abril, devido ao Coronavírus(Covid-19).

Essa redução é ainda maior do que a anunciada anteriormente pela empresa.

Das 763 aeronaves que compõem a frota, cerca de 700 permanecerão no solo, informou a Lufthansa durante a apresentação do saldo anual em Frankfurt.

No momento, a companhia aérea oferecerá apenas conexões de longa distância do aeroporto de Frankfurt e três vôos semanais de Zurique para os Estados Unidos com máquinas de sua subsidiária suíça.

Apenas os vôos de curta distância da subsidiária CityLine decolarão em Munique. A Austrian Airlines suplementar suspendeu todos os seus vôos.

As viagens programadas da Lufthansa serão usadas principalmente para trazer alemães presos no exterior de volta ao país.

O ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Heiko Maas, anunciou oportunamente que seu governo alugaria de 30 a 40 vôos a um custo de até € 50 milhões para repatriar alemães presos em outros países.

Por seu lado, o CEO da Lufthansa, Carsten Spohr, afirmou que ainda não pode prever qual será a previsão para o desenvolvimento de negócios este ano.

mem/rfc/jcfl

NOTAS RELACIONADAS
NOTAS RELACIONADAS
EDICIONES